QUEM É O HOMEM?

Conhecei bem a Imagem Verdadeira do homem: o homem é Espírito, é Vida, é Imortalidade.
Deus é a Fonte Luminosa do homem e o homem é luz emanada de Deus. Não existe fonte luminosa sem luz, nem existe luz sem fonte luminosa. Assim como luz e fonte luminosa são um só corpo, Deus e homem são um só corpo.
Porque Deus é Espírito, o homem também é Espírito. Porque Deus é Amor, o homem também é Amor. Porque Deus é Sabedoria, o homem também é Sabedoria.
O Espírito não é peculiar à matéria, o Amor não é peculiar à matéria, a Sabedoria não é peculiar à matéria.
Portanto, o homem, que é Espírito, que é Amor, que é Sabedoria, nada tem a ver com a matéria.

(Trecho da "Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade", revelada ao Prof. Masaharu Taniguchi).

sábado, julho 14, 2012

COMO ALCANÇAR O DOMÍNIO DO MUNDO MENTAL?


Como está comprovado à saciedade, o controle da mente por emoções e paixões negativas, tais como mentira, ira, raiva, rancor e ódio, só traz danos irreparáveis à vida de quem os tem e das pessoas que vivem na mesma atmosfera de quem os alimenta cotidianamente.
Então, amigo(a) leitor(a), como alcançar o objetivo de não nos deixarmos descontrolar por sentimentos negativos de medo, ciúme, ira, ódio e outros similares?
Disse o sábio rei Salomão que "melhor é morar num canto de umas águas furtadas do que com a mulher rixosa num palácio" (Provérbios, 21:9). O que vale para a mulher também vale para o homem, portanto, a recíproca também é verdadeira.

Águas furtadas na Lisboa Antiga, que são catalogadas como património mundial.
Quem já conviveu longamente com uma pessoa iracunda sabe como é difícil não perder a serenidade mental ao fim de muitos testes, por isso, normalmente os envolvidos por essa atmosfera emocional descambam todos para reclamações e grandes discussões insolúveis, a menos que se passe por um intenso treinamento preventivo, mental e espiritual.
Qual o método para aperfeiçoar ou intensificar preventivamente a serenidade mental?
O Pensamento Iluminador da Humanidade exposto pelo Dr. Taniguchi defende uma metodologia que trabalha duas vertentes essenciais: a reação no instante imediato da provação e o aperfeiçoamento de longo prazo que alimenta a “mente do hábito” ou do subconsciente para a obtenção de benefícios duradouros.
 A ação momentânea, durante a provação ou provocação movida pelo irado agressor, consiste em identificar de imediato a ocorrência do sentir negativo e perceber a tempo o risco de “cair no abismo dos sentimentos negativos”, afastar-se deles e prometer “não voltar a correr esse risco”.
A outra estratégia, que também aperfeiçoa e consolida a primeira, é reconhecer que “todos esses sentimentos negativos vêm de uma única raiz: o medo”. O Professor Taniguchi acrescenta: “Ficamos agressivos e coléricos por medo de que a nossa existência seja ameaçada; sentimos ciúme e despeito por medo de perder, de ficar por baixo; odiamos alguém por medo de que ele nos faça mal…”.
Feito esse reconhecimento, então, como eliminar o medo?
O Pensamento Iluminador da Humanidade aconselha a percorrer gradativamente as seguintes etapas:
·         Considerar que “o medo é algo que desaparece naturalmente quando passamos a manter nas camadas mais profundas da nossa mente a convicção básica de que eu sou um com Deus, vivo junto com o Universo, e todas as coisas e fatos – independentemente da sua aparência fenoménica – trabalham em plena harmonia para o meu crescimento”. (Verdade da Vida, vol. 7, p. 124).
·         Todas as noites, antes de dormir, sentar com a mente serena, coluna reta, braços erguidos, mãos justapostas e olhos cerrados, e, nessa postura, durante pelo menos dez minutos, visualizar a Grande Vida do Universo fluindo para o seu interior através da antena formada pelas mãos justapostas e a sua Vida tornando-se uma só com a Grande Vida. (Verdade da Vida, vol. 7, p. 125).
·         Durante a prática meditativa, dissolver dentro do “crisol de gratidão e êxtase” todas as infelicidades, sofrimentos e opressões que nos sobrevierem, ou seja, agradecer por tudo, inclusive as adversidades, porque elas se transformam em fertilizante que favorece o nosso crescimento espiritual, como está escrito na Bíblia: “todas as coisas contribuem conjuntamente para o bem daqueles que amam a Deus, dos que são chamados por Seu decreto” (Romanos, 8:28).
Realmente, só a prática meditativa contínua traz ganhos definitivos no campo da serenidade mental, por isso, Jesus aconselhou: “orai sem cessar”.
Ao nos conscientizarmos progressivamente da nossa união eterna com a Grande Vida do Universo, nasce das profundezas da nossa alma a convicção absoluta de que tudo neste mundo, não importa a aparência mais imediata dos eventos que se desenrolam, se movimenta decisivamente no sentido de nos fazer crescer mais e mais…
Um grande abraço do Kabiá-Kabiaka.

sábado, julho 07, 2012

O DOMÍNIO DO MUNDO MENTAL


Se considerarmos, como nos ensinou o primeiro Buda Siddhartha Gauthama, que a nossa realidade fenoménica é projeção da nossa mente, então, o nosso maior desafio é o domínio do mundo mental.
O Professor Masharu Taniguchi nos adverte, na sua obra-prima “A Verdade da Vida” (vol.7, pág.115): “Caro leitor, se você deseja progredir infinitamente, não se deixe dominar por suas emoções e paixões”.
As páginas policiais dos jornais trazem continuamente exemplos de pessoas que estragam as suas próprias vidas e de outros num ínfimo instante de destempero emocional. A maioria dos casos fatídicos é decorrente de brigas passionais ou acerto de contas entre os litigantes. Contudo, um caso recente me deixa estupefacto e arrepiado até hoje. Uma mãe divorciada, que não suportava mais a pressão emocional de cuidar dos três filhos, levou-os para brincar no terraço de um prédio de quinze andares e, num acesso momentâneo de desespero e loucura, jogou-os lá de cima, quiçá, pensando em vingar-se do pai das crianças, que decidiu unilateralmente separar-se dela.
Também, o mundo está cheio de mães manipuladoras que, para satisfazerem sentimentos de ira e rancor inconfessáveis, matam dia-a-dia a sensibilidade e o desenvolvimento multifacetado dos seus filhos, induzindo-os persistentemente a se afastarem dos pais, num ato vil de vingança, só porque os ex-consortes tiveram a coragem de colocar um limite a uma atmosfera contínua de negativismo emocional.  Diz o velho ditado que “quem tem uma mãe tem tudo”, porém, ninguém merece ter uma mãe manipuladora e sociopata que mata constantemente os seus filhos com mentira, medo, ira, raiva, rancor e ódio!...
Todos estes estados emocionais negativos – mentira, medo, ira, raiva, rancor e ódio – são proibidos aos que desejam crescer espiritualmente, mesmo que estejam acobertados por uma capa de uma religião. Recorde-se aqui o que o apóstolo cristão Saulo de Tarso escreveu: “Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre a vossa ira…” (Efésios 4:26). Portanto, os sentimentos negativos não devem ser sequer transportados na mente de um dia para o outro; ainda menos, por um período, seja curto ou longo…
Assim, não se esqueça que por trás da “mente superficial”, alojada no cérebro-mente, existe a “mente das tendências” do subconsciente, por isso, se queremos tirar deste somente coisas boas, ali armazenadas ou acariciadas por hábitos longamente cultivados, só podemos seguir o sábio conselho do Prof. Taniguchi: “Não se encolerize; não se enfureça; não urre como um animal selvagem. Jamais perca a sua dignidade”
Um grande abraço do
Kabiá-Kabiaka.