QUEM É O HOMEM?

Conhecei bem a Imagem Verdadeira do homem: o homem é Espírito, é Vida, é Imortalidade.
Deus é a Fonte Luminosa do homem e o homem é luz emanada de Deus. Não existe fonte luminosa sem luz, nem existe luz sem fonte luminosa. Assim como luz e fonte luminosa são um só corpo, Deus e homem são um só corpo.
Porque Deus é Espírito, o homem também é Espírito. Porque Deus é Amor, o homem também é Amor. Porque Deus é Sabedoria, o homem também é Sabedoria.
O Espírito não é peculiar à matéria, o Amor não é peculiar à matéria, a Sabedoria não é peculiar à matéria.
Portanto, o homem, que é Espírito, que é Amor, que é Sabedoria, nada tem a ver com a matéria.

(Trecho da "Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade", revelada ao Prof. Masaharu Taniguchi).

quarta-feira, março 20, 2013

O MOMENTO PROPÍCIO


A ilustração anterior se aplica a tudo na nossa vida. Há um momento propício para cada decisão e ação, principalmente, para a solução de problemas mais críticos que merecem reflexão sobre as suas causas e condicionalismos para que seja alcançada uma solução efetiva e duradoura. Todavia, ao acender o sinal verde para a decisão e ação, ou seja, o momento propício, também, não se deve perder tempo e avançar decisivamente para não atrapalhar o fluxo no caminho da vida que nos propusemos a trilhar no fiel cumprimento da nossa missão maior. É preciso aproveitar a oportunidade e seguir em frente!
Jesus nunca mostrou impaciência na consecução dos objetivos que nortearam a sua missão divina e chegou a dizer: “A minha hora ainda não chegou” (João 2,4). Contudo, quando ela se revelou, o Mestre não titubeou. Numa certa ocasião, perante o trabalho a realizar, ele até recusou encontrar-se com os seus familiares, como narra Lucas (8, 19 a 21): “Sua mãe e seus irmãos vieram ter com ele, mas não podiam se aproximar, por causa da multidão”.
Sobre este tema, vale também refletir sobre o pensamento do Dr. Masaharu Taniguchi:
Não é preciso ter pressa. A impaciência acelera o envelhecimento, eleva a pressão arterial e apressa a morte. Tudo chega a seu tempo. Não se pode colher nada antes que amadureça... Quando alguém tenta realizar algo antes do momento propício, com certeza provoca uma situação incômoda e acaba prejudicando a si próprio ou outras pessoas. (In Sabedoria da Vida Cotidiana, vol. 2, p. 35).
Um grande abraço do Kabiá-Kabiaka.